quarta-feira, 30 de janeiro de 2013
80% dos acidentes de trânsito são provocados por homens, diz Ciptran
Compartilhe:Facebook0Twitter0Google+0EmailPinterest0
Psicólogo especialista diz que caso se trata de falta de controle emocional.

O Jornal do Piauí desta quarta-feira (30) promoveu debate entre o psicólogo especialista em trânsito Eduardo Moita, a promotora de justiça Clotildes Carvalho e o major Lucena do Ciptran, para discutir o caso do comerciante que foi morto ontem após ser baleado em uma briga de trânsito. Para o psicólogo, este caso retrata a falta de controle emocional do acusado do crime.

debate transito3

“É uma nítida falta de controle emocional. Uma pessoa com esse tipo de problema não deveria dirigir, muito menos portar armas. Há uma pesquisa que mostra que em 85% desse tipo de caso, a pessoa está passando por alguma dificuldade na vida e isso faz com que ela cometa um crime banal”, esclareceu o especialista Eduardo Moita.

debate transito1

O comerciante Edson Avelino Ribeiro, 42 anos, morreu na tarde desta terça-feira (29) no Hospital de Urgências de Teresina. Ele foi baleado duas vezes na entrada da Vila da Paz, zona Sul de Teresina na segunda-feira (28). Os tiros atingiram o baço e o rim. Para a promotora Clotildes Carvalho, o fato da família não ter prestado queixa do crime causa “estranheza” e por isso o caso ainda precisa ser investigado.

debate transito5

“É um crime doloso, não tem atenuantes, apenas agravantes. Ele teve a intenção de matar e temos também o crime do porte ilegal de arma de fogo. Mas, tudo isso causa estranheza por não ter sido registrada a ocorrência. Resta saber se foi crime de trânsito mesmo ou se este é só o motivo aparente. Pode ter sido passional ou resultado de alguma rixa”, pontuou a promotora.

debate transito2

O major Lucena, do Ciptran, destacou que este tipo de crime não é comum em Teresina, diferente das mortes por acidente de trânsito. “Não nos chocamos mais com a quantidade de vítimas que o trânsito faz. Ano passado o Ciptran atendeu 58 casos de acidentes com mortes, fora as ocorrências atendidas pela PRF e outros órgãos. Este é um número muito alto”, observou.

debate transito6

Para o major, a violência no trânsito não se resume aos tipos de caso como a morte do comerciante, mas abrange todas as situações em que o motorista gera riscos a pedestres e a outros condutores. “A violência no trânsito precisa ser revista, analisada. Isso passa pela questão do comportamento da pessoa. Em muitos momentos os condutores não aceitam a presença do outro no trânsito. As pessoas precisam entender que o espaço no trânsito é de convivência”, explicou.

O major acrescentou que em 80% dos casos, os acidentes são provocados por homens. “A mulher é mais cuidadosa, mais atenciosa e mais comedida no trânsito, o que a deixa mais segura que o homem. Os acidentes com mulher são menos graves”, disse.

 

 

Fonte: CidadeVerde.com

Deixe uma resposta

guia comercial do portal

EDIÇÃO 01

MAIO / JUNHO 2013

publicidade