Diário de Teresina - Informação com qualidade! Diário de Teresina - Informação com qualidade!

Utopia FM - Diário de Teresina - Informação com qualidade!

'Pressa em aprovar reforma pode tirar direitos dos trabalhadores',

Pela primeira vez em Teresina após tornar-se cardeal, Dom Sérgio da Rocha falou ainda sobre corrupção e crise política no Brasil.


'Pressa em aprovar reforma pode tirar direitos dos trabalhadores',

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Sérgio da Rocha, fez um alerta durante entrevista coletiva nesta quarta-feira (5) em Teresina, onde falou sobre corrupção na política e a reforma trabalhista debatida no Congresso. Ele, que já foi arcebispo de Teresina, volta pela primeira vez à capital piauiense após se tornar Cardeal Católico Brasileiro.

“Tenho dito que não basta negociação política, é preciso mais diálogo e talvez menos pressa na aprovação de reformas porque elas dizem respeito ao conjunto da população, eles mexem com a vida do povo e precisam ser muito bem pensadas, por mais urgência que possam ter. Portanto, é necessária uma participação ampla na definição destas reformas para que não se perca direitos dos trabalhadores. É um alerta que precisa ser levado a sério”, afirmou.

Dom Sérgio da Rocha falou ainda sobre a corrupção que, para ele, tem tido consequências graves que estão sendo sentidas intensamente pela população e ressaltou que é necessário resgatar a ética na política.

“É importante superar situações de corrupção, combater pelos males que ela traz, não se pode misturar privado e público quando se trata de política. Isso tem trazido muitas consequências tristes para o país, para o povo e para nossas famílias. A crise atual não depende apenas de análise, ela não é só analisada por especialistas que consideram uma das piores da história, mas ela é sentida pelo nosso povo. Nós não podemos permitir que o povo brasileiro sofra as consequências, seja sacrificado de tal modo por causa da corrupção. A ética na política, um novo modo de fazer política, é urgente e indispensável”, destacou o cardeal.

O cardeal reforçou que a Constituição Brasileira deve ser considerada, apesar de não se pronunciar objetivamente sobre eleições diretas.

“A CNBB não tem se pronunciado especificamente sobre Diretas Já, temos discutido com especialistas, porém não temos uma posição comum. É preciso considerar sempre a Constituição Brasileira. Estamos vivendo um momento em que a responsabilidade do Congresso e Judiciário são fundamentais e esperamos ação deles”, declarou.

Dom Sérgio da Rocha finalizou a entrevista falando sobre os desafios da Igreja e do carinho que tem pela cidade de Teresina, onde já foi arcebispo.

“Creio que um dos maiores desafios da igreja hoje seja evangelizar as diferentes situações que estão aí. Evangelizar ao mesmo tempo a realidade marcada pela pobreza e pela miséria. Chego a Teresina com saudades e gratidão. Aqui tem muita gente boa e generosa. Esse é um momento de alegria, reconhecimento e gratidão. Tenho a felicidade de reencontrar tanta gente querida que caminhou comigo nos tempos em que fui arcebispo e continua a caminhar na Igreja”, finalizou.

Conteúdo relacionado